jovem se maturba-climedin

Jovem vai parar na UTI após se masturbar depois de cirurgia no nariz

Nesta sexta-feira (12), um jovem chamou atenção no Twitter ao contar que foi parar na UTI por se masturbar após fazer uma cirurgia de desvio de septo

Fe Campos explicou em seu perfil que, mesmo operado, resolveu se masturbar porque estava feliz devido a uma vitória do São Paulo Futebol Clube.

Porém, para a surpresa do jovem, seu nariz começou a sangrar muito. “Minha artéria do nariz ‘explodiu’. Dei aquela limpada enquanto o sangue jorrava, acordei meu pai e fomos para o hospital”, escreveu ele na rede social.

Ao chegar no local, ele apresentou queda de pressão e teve que ir para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Embora o rapaz tenha contado de um jeito engraçado (como você pode ver na sequência abaixo publicada no Twitter), a história serve de alerta para respeitar a orientação médica de não ter atividade sexual (ou se masturbar) após uma cirurgia.

Toda vez que uma pessoa fica excitada ocorre picos de hipertensão. Esse aumento da pressão sanguínea pode provocar hemorragias em regiões que foram operadas.

“Pode ocorrer complicações hemorrágicas, sim. Por isso recomendamos repouso absoluto por alguns dias depois da cirurgia”, explica Flávio Iizuka, cirurgião urologista com especialização em cirurgia geral no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

A hemorragia depois de se masturbar

Como Campos tinha feito cirurgia na região do nariz, essa foi a primeira parte do corpo que teve hemorragia. O urologista ressalta ainda que, além do sangramento excessivo, a atividade sexual (ou masturbação) após um procedimento cirúrgico pode gerar hematomas, rompimento de pontos e infecções.

Vale ressaltar que esses problemas podem ocorrer após qualquer tipo de esforço ou atividade que aumente a pressão do sangue: pode ser durante o sexo, ao se exercitar ou praticar um esporte ou exercício físico.

Queda de pressão

No relato, o jovem disse ainda que sua pressão ficou muito baixa e por isso ele “apagou”. Isso pode ocorrer já que em momentos de grande tensão, como perda de sangue excessiva, a pessoa fica nervosa e tende a desmaiar.

Segundo Campos, a pressão dele chegou a ficar em 6 por 3. Iizuka ressalta que como não viu os exames do paciente é muito difícil fazer qualquer tipo de diagnóstico, mas para isso ocorrer a pessoa teria que perder de 500 ml a um litro de sangue. “Pode ter sido um pico só naquela hora, por conta do susto, e por isso ele desmaiou. Provavelmente a pressão se normalizou depois”, diz.

Repouso pós cirurgia é fundamental

Assim como ocorreu com o jovem, cirurgias podem apresentar complicações. Por isso é fundamental respeitar os dias recomendados pelos especialistas.

De acordo com o cirurgião, em procedimentos cirúrgicos pequenos, o paciente deve ficar em repouso de dois a três dias. Porém, em cirurgias mais complicadas e que exigem um tempo maior de recuperação, como é o caso do desvio de septo, o recomendado é evitar grandes esforços e ter cuidado por duas a três semanas.

Publicado originalmente em UOL – VIVA BEM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *