pedra nos rins-climedin

Estas 6 coisas podem te causar pedra nos rins

Certos alimentos e bebidas propiciam a formação dos cálculos renais; saiba como evitar pedra nos rins

Elas são bem pequenas (pedra nos rins), mas desencadeiam um sintoma inversamente proporcional ao seu tamanho, uma dor tão forte que algumas pessoas afirmam ser a pior que os seres humanos podem sentir.

A boa notícia é que existem algumas estratégias para diminuir as chances de sofrer com pedra nos rins.

Além de evitar o excesso de sal, é preciso aumentar a ingestão diária de água para combater a formação dos cálculos. De acordo com o urologista Flávio Iizuka, o mínimo recomendável é de 2 litros por dia.

Se você tem o hábito de beber água sem controlar a quantidade, uma boa forma de saber se está ingerindo o suficiente, é observar a cor do xixi, que deve ser bem clarinha.

“Uma bebida especialmente benéfica para prevenir pedras nos rins é o suco de frutas cítricas, como laranja e limão, pois elas têm citrato, uma substância que tem a propriedade de dissolver os cristais na urina necessários para o aparecimento e aumento das pedras dos rins” afirma o médico.

O especialista também chama atenção para os inimigos dos rins e faz um alerta para que eles sejam evitados na rotina alimentar. São eles:

  • Refrigerantes
  • Alimentos congelados e processados

Esses dois itens possuem algo em comum: o excesso de sódio, que faz com que mais cálcio vá para o xixi.

  • Cerveja
  • Queijos
  • Frutos do mar
  • Proteína animal, como a carne

Já esses outros quatro itens citados acima são prejudiciais, pois levam à formação de ácido úrico, outra substância que serve de matéria prima para aparecimento das pedras nos rins.

Outras causas

É claro que esses alimentos e bebidas não são os únicos responsáveis pela formação de pedra nos rins. Em algumas pessoas há uma predisposição genética para o problema. Já outras sofrem com doenças inflamatórias intestinais que favorecem o aparecimentos dos cálculos renais.

O problema também pode ser desencadeado por clima quente, obesidade, obstrução das vias urinárias, hiperparatireodismo (transtorno hormonal relacionado ao metabolismo do cálcio), situações de perda abrupta de peso (exemplo: após  a cirurgia de redução do estômago), imobilização prolongada (exemplo: acidentado acamado) e sedentarismo.

Como identificar a dor de pedra nos rins?

São poucos os casos em que os pacientes não apresentam sintomas ou sentem pouca dor durante a passagem da pedra pelo canal, que leva a urina do rim para a bexiga. A maioria deles relata dor forte, quase insuportável, que começa nas costas e se irradia para o abdômen em direção à virilha.

pedra nos rins
Crédito: Marvinh/istock. Pedra nos rins causa uma dor forte, que começa nas costas.

Além dessa dor, costumam apresentar os sintomas a seguir:

  • Náuseas e vômitos;
  • Sangue na urina;
  • Suspensão ou diminuição do fluxo urinário;
  • Necessidade de urinar com mais frequência;
  • Infecções urinárias.

Para prevenir o problema, é recomendável ter hábitos saudáveis, que ajudam a manter o organismo todo funcionando da maneira correta. Além disso, é sempre indicado marcar uma consulta com um médico para receber orientações mais personalizadas e para investigar as verdadeiras causas de formação das pedras nos rins através de exames de sangue e de urina.

É através da detecção da causa oculta da formação de pedras, que se pode indicar tratamentos com remédios para prevenção efetiva, como reposição oral de citrato, bicarbonato de sódio e alguns diuréticos.

Publicado por Catraca Livre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *